[FICHA] Lighthouse Saint

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FICHA] Lighthouse Saint

Mensagem por Lighthouse Saint em Sab Jul 11, 2015 10:00 pm

Ficha de Personagem


Nome:
Lighthouse Saint
Progenitor Divino:
Quione
Progenitor Mortal:
Richard Saint
Local de Nascimento:
Quebec - Canadá
Idade:
17 anos
Signo:
Quione






Características Físicas:
Lighthouse possui 179cm de altura, pele clara e porte físico forte com músculos bem definidos e atléticos. Seus cabelo é loiro claro mas possui uma certa particularidade, quando utiliza os seus poderes o seu corpo tem uma tendência de assumir uma tonalidade mais clara, portanto, seu cabelo aparenta ser branco nestas condições. Seus olhos são azuis escuros, porém, sob o efeito da utilização dos seus poderes. Os traços dos seus olhos tornam o seu olhar bastante expressivo, seriedade e alegria são facilmente identificados, assim como tristeza.Seus lábios são um tanto grossos, sua boca é grande, acompanhados com o seu maxilar avantajado o seu sorriso se torna grandioso (as vezes cômico).

Características Psicológicas:
Lighthouse é um garoto um pouco fechado, ele não costuma procurar amizades ou relações sociais. Ele é um pouco sozinho, mas quando alguém vai à sua procura, ele é bastante gentil e amigável. Quando encontra um laço de amizade ele tenta tornar este laço forte e é leal. Tenta ter um coração puro e ser visto com seriedade pelos outros mas por pessoas que o conhece as vezes acaba sendo bobo, tentando deixá-los alegres. Valoriza o amor mas somente quando reconhece a existência dele, tentando torná-lo único e eterno. Também está sempre tentando evoluir a sua mente, tentando ser flexível e obter conhecimento.

Habilidades:

Habilidades Musicais (aprendidas com o seu avô):
* Sabe tocar piano bem, mas não domina a leitura das partituras para este instrumento musical;
* Possui maestria com a Lira, um instrumento musical suave e belo;
* Sua voz não é tão bela quanto à de um filho de Apolo, mas ele cresceu num ambiente familiar com gosto pela música;


Habilidades na Neve:
*Maestria com a prática do Esqui e Snowboard.






História:
Um homem de família nobre resolve fazer uma viagem de férias para tentar descansar um pouco e descobrir novas coisas. Ele era um empresário inglês, herdou toda a riqueza da sua família e decidiu administrá-la para aumentar ainda mais os seus lucros. Seu nome era Richard Saint, jovem e um tanto quanto aventureiro e descontraído. Desde criança ele teve um interesse fora do comum sobre coisas antigas, principalmente histórias, lendas e mitos. Conforme foi crescendo ele alimentou este desejo ainda mais e como hobby se tornou também um arqueólogo.
Quando se tornou um homem, procurou encher a sua mente de conhecimentos mais concretos acerca da mitologia grega, fazendo viagens à localidades descritas por Homero em seus escritos. Bem no fundo ele queria ser um arqueólogo e ter isso como a sua vida, mas os negócios da família se mostraram realisticamente mais interessantes, mesmo assim ele ainda não desistia.. Havia uma história que ele nunca se esquecia, na sua infância ele amava brincar na neve, acreditava que aquela era a parte mais divertida de todas as estações. Então, um dia ele perguntou ao seu pai quem havia feito a neve, e o seu pai o respondeu com uma adorável história (o pequeno Richard amava histórias sobre tudo) acerca da criação da neve. Para o Richard tudo se resumia a Quione, ele a imaginava como uma menina da sua idade e tamanho tão branca quanto a neve. Sonhava com ela muitas vezes, as vezes parecia até real demais. Cresceu com essa história na cabeça e nunca havia a deixado de lado, quando criança acreditava que todas as mitologias eram reais, e desejava muito que encontrasse algum dos deuses delas.

Conforme crescia, as suas crenças se tornavam mais realistas mas sempre tinha a fé de que elas existiam. Ele acreditava conversar com a deusa da sua amada neve, era como uma amiga pra ele, como um conforto para todas as ocasiões. Todas as noites que ia dormir ele forçava a sua mente tentando focalizar Quione para que quando adormecesse sonhasse com ela. Quando adolescente, ele percebeu que estava começando a amar Quione platonicamente e conforme ia amadurecendo tentava tirar essa ideia absurda da cabeça, procurando se relacionar com outras pessoas mas nunca dava certo, ele continuava fixado às mitologias, ao seu amor de criança e a sua paixão de adolescente. Seu corpo e mente se tornaram adultos, mas o seu coração continuava jovem demais para aceitar o mundo da forma que as outras pessoas acreditavam, suas conversas e fé em Quione permaneciam e ele desejava que ao menos no seu último dia de vida ele tivesse um vislumbre da realidade... Então, já adulto, algo ascendia dentro dele, ele vivia inquieto e à procura de algum destino de viagem divertido e interessante para ele. Uma repentina vontade de viajar para Quebec inquietou a sua mente até que ele resolveu ceder à curiosidade. Quando chegou lá, os primeiros dias foram até que excitantes, conheceu um lugar novo, entrou em contato com as diferenças linguísticas e sotaques entre o seu inglês britânico, e a mistura de inglês e francês local. Mas logo ficou entediado, já não tinha ideia do que fazer, nem havia descoberto o porquê daquela viagem. 

Um belo dia de neve nasceu, ele sentiu as suas esperanças e vontades renovadas, procurou ir à lugares que ainda não tinha ido, ignorou até mesmo os relatórios de desempenho da sua empresa e os interesses familiares dos seus pais para focar na sua busca ao desconhecido, sem esquecer de Quione sequer um dia. Richard sentiu uma sensação muito estranha enquanto caminhava por uma floresta banhada pela neve. Demorou alguns minutos para que ele voltasse a se familiarizar com todo aquele sentimento e perceber que estava sentindo a mesma coisa quando descobriu o seu amor pela neve. E num breve instante um calafrio pousou no seu coração, ele sentiu a paixão que havia descoberto na sua adolescência, paralisado ele tentava recobrar a sua consciência e entender todo aquele momento. Até que alguém chegou ao lado dele trazendo uma brisa congelante mas acolhedora, o seu reflexo corporal o fez olhar instintivamente para a direção daquela pessoa e o que ele sentiu quase o fez "tombar para trás". Uma moça com a mesma idade aparente dele, a mesma que ele sempre sonhou, naquele instante ele parecia mudo. Ela sorriu e falou coisas confortantes, aquele dia foi muito especial, Richard viu o seu sonho se tornar realidade. Quione o julgou digno devido a sua dedicação e pureza para com sua crença. E deste acontecimento inesperado, Lighthouse Saint foi gerado.


Off: História em continuação.




Treinos:

Missões:

Eventos:




Bênçãos:
Descreva aqui suas bênçãos

Maldições:
Descreva aqui suas maldições

Arsenal:
Icez - É um anel composto por bronze celestial que possui uma esfera azul cintilante posicionada num círculo no centro do anel. Desenhos escuros de setas partem do círculo até certa parte do anel, com simbolismo apenas estético. O anel é utilizado no dedo anelar esquerdo do seu usuário, pois, no momento do seu primeiro uso ele se moldou ao dedo do usuário e se fixou. Este anel tem a capacidade de liberar o poder sagrado do filho de Quione formando uma parede de 2,10m de altura e 80cm de largura, composta por gelo. Esta parede é uma espécie de escudo que flutua a poucos centímetros do chão, possibilitando maior mobilidade do usuário para se proteger (podendo direcionar a parede para outras direções e sentidos). Suporta ataques de nível equivalente ou inferior ao do usuário deste anel. [3 vezes por evento • Permanece enquanto não for destruído] [Classe Livre - Filho de Quione]


©PJGR - Percy Jackson Gregos e Romanos


Última edição por Lighthouse Saint em Qua Jul 15, 2015 8:36 pm, editado 3 vez(es)
avatar
Lighthouse Saint
Filhos de Quione
Filhos de Quione

Mensagens : 21
Data de inscrição : 10/07/2015
Idade : 19

Ficha de Personagem
Nível: 6
Vida (HP):
140/150  (140/150)
Energia (MP):
55/150  (55/150)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FICHA] Lighthouse Saint

Mensagem por Ártemis em Dom Jul 12, 2015 9:36 am

Sugestão de ficha: A imagem está escondida atrás do nome do item. Não modifique o tamanho e a fonte.
Caso aceite, poste no Registro de FP.

Ficha de Personagem


Nome:
Lighthouse Saint
Progenitor Divino:
Quione
Progenitor Mortal:
Richard Saint
Local de Nascimento:
Quebec - Canadá
Idade:
17 anos
Signo:
Quione






Características Físicas:
Lighthouse possui 179cm de altura, pele clara e porte físico forte com músculos bem definidos e atléticos. Seus cabelo é loiro claro mas possui uma certa particularidade, quando utiliza os seus poderes o seu corpo tem uma tendência de assumir uma tonalidade mais clara, portanto, seu cabelo aparenta ser branco nestas condições. Seus olhos são azuis escuros, porém, sob o efeito da utilização dos seus poderes. Os traços dos seus olhos tornam o seu olhar bastante expressivo, seriedade e alegria são facilmente identificados, assim como tristeza.Seus lábios são um tanto grossos, sua boca é grande, acompanhados com o seu maxilar avantajado o seu sorriso se torna grandioso (as vezes cômico).

Características Psicológicas:
Lighthouse é um garoto um pouco fechado, ele não costuma procurar amizades ou relações sociais. Ele é um pouco sozinho, mas quando alguém vai à sua procura, ele é bastante gentil e amigável. Quando encontra um laço de amizade ele tenta tornar este laço forte e é leal. Tenta ter um coração puro e ser visto com seriedade pelos outros mas por pessoas que o conhece as vezes acaba sendo bobo, tentando deixá-los alegres. Valoriza o amor mas somente quando reconhece a existência dele, tentando torná-lo único e eterno. Também está sempre tentando evoluir a sua mente, tentando ser flexível e obter conhecimento.

Habilidades:
descreva suas habilidades aqui





História:
Um homem de família nobre resolve fazer uma viagem de férias para tentar descansar um pouco e descobrir novas coisas. Ele era um empresário inglês, herdou toda a riqueza da sua família e decidiu administrá-la para aumentar ainda mais os seus lucros. Seu nome era Richard Saint, jovem e um tanto quanto aventureiro e descontraído. Desde criança ele teve um interesse fora do comum sobre coisas antigas, principalmente histórias, lendas e mitos. Conforme foi crescendo ele alimentou este desejo ainda mais e como hobby se tornou também um arqueólogo.
Quando se tornou um homem, procurou encher a sua mente de conhecimentos mais concretos acerca da mitologia grega, fazendo viagens à localidades descritas por Homero em seus escritos. Bem no fundo ele queria ser um arqueólogo e ter isso como a sua vida, mas os negócios da família se mostraram realisticamente mais interessantes, mesmo assim ele ainda não desistia.. Havia uma história que ele nunca se esquecia, na sua infância ele amava brincar na neve, acreditava que aquela era a parte mais divertida de todas as estações. Então, um dia ele perguntou ao seu pai quem havia feito a neve, e o seu pai o respondeu com uma adorável história (o pequeno Richard amava histórias sobre tudo) acerca da criação da neve. Para o Richard tudo se resumia a Quione, ele a imaginava como uma menina da sua idade e tamanho tão branca quanto a neve. Sonhava com ela muitas vezes, as vezes parecia até real demais. Cresceu com essa história na cabeça e nunca havia a deixado de lado, quando criança acreditava que todas as mitologias eram reais, e desejava muito que encontrasse algum dos deuses delas.

Conforme crescia, as suas crenças se tornavam mais realistas mas sempre tinha a fé de que elas existiam. Ele acreditava conversar com a deusa da sua amada neve, era como uma amiga pra ele, como um conforto para todas as ocasiões. Todas as noites que ia dormir ele forçava a sua mente tentando focalizar Quione para que quando adormecesse sonhasse com ela. Quando adolescente, ele percebeu que estava começando a amar Quione platonicamente e conforme ia amadurecendo tentava tirar essa ideia absurda da cabeça, procurando se relacionar com outras pessoas mas nunca dava certo, ele continuava fixado às mitologias, ao seu amor de criança e a sua paixão de adolescente. Seu corpo e mente se tornaram adultos, mas o seu coração continuava jovem demais para aceitar o mundo da forma que as outras pessoas acreditavam, suas conversas e fé em Quione permaneciam e ele desejava que ao menos no seu último dia de vida ele tivesse um vislumbre da realidade... Então, já adulto, algo ascendia dentro dele, ele vivia inquieto e à procura de algum destino de viagem divertido e interessante para ele. Uma repentina vontade de viajar para Quebec inquietou a sua mente até que ele resolveu ceder à curiosidade. Quando chegou lá, os primeiros dias foram até que excitantes, conheceu um lugar novo, entrou em contato com as diferenças linguísticas e sotaques entre o seu inglês britânico, e a mistura de inglês e francês local. Mas logo ficou entediado, já não tinha ideia do que fazer, nem havia descoberto o porquê daquela viagem.

Um belo dia de neve nasceu, ele sentiu as suas esperanças e vontades renovadas, procurou ir à lugares que ainda não tinha ido, ignorou até mesmo os relatórios de desempenho da sua empresa e os interesses familiares dos seus pais para focar na sua busca ao desconhecido, sem esquecer de Quione sequer um dia. Richard sentiu uma sensação muito estranha enquanto caminhava por uma floresta banhada pela neve. Demorou alguns minutos para que ele voltasse a se familiarizar com todo aquele sentimento e perceber que estava sentindo a mesma coisa quando descobriu o seu amor pela neve. E num breve instante um calafrio pousou no seu coração, ele sentiu a paixão que havia descoberto na sua adolescência, paralisado ele tentava recobrar a sua consciência e entender todo aquele momento. Até que alguém chegou ao lado dele trazendo uma brisa congelante mas acolhedora, o seu reflexo corporal o fez olhar instintivamente para a direção daquela pessoa e o que ele sentiu quase o fez "tombar para trás". Uma moça com a mesma idade aparente dele, a mesma que ele sempre sonhou, naquele instante ele parecia mudo. Ela sorriu e falou coisas confortantes, aquele dia foi muito especial, Richard viu o seu sonho se tornar realidade. Quione o julgou digno devido a sua dedicação e pureza para com sua crença. E deste acontecimento inesperado, Lighthouse Saint foi gerado.


Off: História em continuação.




Treinos:

Missões:

Eventos:




Bênçãos:
Descreva aqui suas bênçãos

Maldições:
Descreva aqui suas maldições

Arsenal:
Icez - É um anel composto por bronze celestial que possui uma esfera azul cintilante posicionada num círculo no centro do anel. Desenhos escuros de setas partem do círculo até certa parte do anel, com simbolismo apenas estético. O anel é utilizado no dedo anelar esquerdo do seu usuário, pois, no momento do seu primeiro uso ele se moldou ao dedo do usuário e se fixou. Este anel tem a capacidade de liberar o poder sagrado do filho de Quione formando uma parede de 2,10m de altura e 80cm de largura, composta por gelo. Esta parede é uma espécie de escudo que flutua a poucos centímetros do chão, possibilitando maior mobilidade do usuário para se proteger (podendo direcionar a parede para outras direções e sentidos). Suporta ataques de nível equivalente ou inferior ao do usuário deste anel. [3 vezes por evento • Permanece enquanto não for destruído] [Classe Livre - Filho de Quione]


©PJGR - Percy Jackson Gregos e Romanos


Código:
<center><div style="width:650px; height: auto; border: solid 4px #CD0000; border-radius: 10px;"><div style="width:100%; height:50px; border-bottom: 1px solid #CD0000; background-color: #F00;"><div style="font-family:'Lobster' ; font-size: 34px; color: #FFF; text-align:center; padding: 8px;;">Ficha de Personagem</div></div><br /><div style="width:96%; height:auto; text-align:justify; padding:8px; border: solid 2px #CD0000; border-radius:10px;  position:relative; display:inline-block;">
<div style="width:280px; height:auto; float:left; position:relative; display:inline-block;"><span style="color:#900;">Nome:</span>
<div style="width: 140%; height: 20px; border:1px solid #CD0000; padding:4px;">Lighthouse Saint</div><span style="color:#900;">Progenitor Divino:</span><div style="width: 140%; height: 20px; border:1px solid #CD0000; padding:4px;">Quione</div><span style="color:#900;">Progenitor Mortal:</span><div style="width: 140%; height: 20px; border:1px solid #CD0000; padding:4px;">Richard Saint</div><span style="color:#900;">Local de Nascimento:</span><div style="width: 100%; height: 20px; border:1px solid #CD0000; padding:4px;">Quebec - Canadá</div><span style="color:#900;">Idade:</span><div style="width: 55%; height: 20px; border:1px solid #CD0000; padding:4px;">17 anos</div><span style="color:#900;">Signo:</span><div style="width: 55%; height: 20px; border:1px solid #CD0000; padding:4px;">Quione</div></div>

<div style="width: 200px; height: 300px; border:1px solid #CD0000; padding:4px; background:url() center no-repeat; background-size:cover; float:right; position:relative; display:inline-block;">[img]http://i.imgur.com/jIjqJa1.jpg[/img]</div></div>

<br /><div style="width:96%; height:auto; text-align:justify; padding:8px; border: solid 2px #CD0000; border-radius:10px;">
<span style="color:#900;">Características Físicas:</span>
<div style="width: 99%; height: 120px; border:1px solid #CD0000; padding:4px; overflow:auto;">Lighthouse possui 179cm de altura, pele clara e porte físico forte com músculos bem definidos e atléticos. Seus cabelo é loiro claro mas possui uma certa particularidade, quando utiliza os seus poderes o seu corpo tem uma tendência de assumir uma tonalidade mais clara, portanto, seu cabelo aparenta ser branco nestas condições. Seus olhos são azuis escuros, porém, sob o efeito da utilização dos seus poderes. Os traços dos seus olhos tornam o seu olhar bastante expressivo, seriedade e alegria são facilmente identificados, assim como tristeza.Seus lábios são um tanto grossos, sua boca é grande, acompanhados com o seu maxilar avantajado o seu sorriso se torna grandioso (as vezes cômico).</div>
<span style="color:#900;">Características Psicológicas:</span>
<div style="width: 99%; height: 120px; border:1px solid #CD0000; padding:4px; overflow:auto;">Lighthouse é um garoto um pouco fechado, ele não costuma procurar amizades ou relações sociais. Ele é um pouco sozinho, mas quando alguém vai à sua procura, ele é bastante gentil e amigável. Quando encontra um laço de amizade ele tenta tornar este laço forte e é leal. Tenta ter um coração puro e ser visto com seriedade pelos outros mas por pessoas que o conhece as vezes acaba sendo bobo, tentando deixá-los alegres. Valoriza o amor mas somente quando reconhece a existência dele, tentando torná-lo único e eterno. Também está sempre tentando evoluir a sua mente, tentando ser flexível e obter conhecimento.</div>
<span style="color:#900;">Habilidades:</span>
<div style="width: 99%; height: 120px; border:1px solid #CD0000; padding:4px; overflow:auto;">descreva suas habilidades aqui</div>
</div>

<br /><div style="width:96%; height:auto; text-align:justify; padding:8px; border: solid 2px #CD0000; border-radius:10px;">
<span style="color:#900;">História:</span>
<div style="width: 99%; height: 120px; border:1px solid #CD0000; padding:4px; overflow:auto;">Um homem de família nobre resolve fazer uma viagem de férias para tentar descansar um pouco e descobrir novas coisas. Ele era um empresário inglês, herdou toda a riqueza da sua família e decidiu administrá-la para aumentar ainda mais os seus lucros. Seu nome era Richard Saint, jovem e um tanto quanto aventureiro e descontraído. Desde criança ele teve um interesse fora do comum sobre coisas antigas, principalmente histórias, lendas e mitos. Conforme foi crescendo ele alimentou este desejo ainda mais e como hobby se tornou também um arqueólogo.
Quando se tornou um homem, procurou encher a sua mente de conhecimentos mais concretos acerca da mitologia grega, fazendo viagens à localidades descritas por Homero em seus escritos. Bem no fundo ele queria ser um arqueólogo e ter isso como a sua vida, mas os negócios da família se mostraram realisticamente mais interessantes, mesmo assim ele ainda não desistia.. Havia uma história que ele nunca se esquecia, na sua infância ele amava brincar na neve, acreditava que aquela era a parte mais divertida de todas as estações. Então, um dia ele perguntou ao seu pai quem havia feito a neve, e o seu pai o respondeu com uma adorável história (o pequeno Richard amava histórias sobre tudo) acerca da criação da neve. Para o Richard tudo se resumia a Quione, ele a imaginava como uma menina da sua idade e tamanho tão branca quanto a neve. Sonhava com ela muitas vezes, as vezes parecia até real demais. Cresceu com essa história na cabeça e nunca havia a deixado de lado, quando criança acreditava que todas as mitologias eram reais, e desejava muito que encontrasse algum dos deuses delas.

Conforme crescia, as suas crenças se tornavam mais realistas mas sempre tinha a fé de que elas existiam. Ele acreditava conversar com a deusa da sua amada neve, era como uma amiga pra ele, como um conforto para todas as ocasiões. Todas as noites que ia dormir ele forçava a sua mente tentando focalizar Quione para que quando adormecesse sonhasse com ela. Quando adolescente, ele percebeu que estava começando a amar Quione platonicamente e conforme ia amadurecendo tentava tirar essa ideia absurda da cabeça, procurando se relacionar com outras pessoas mas nunca dava certo, ele continuava fixado às mitologias, ao seu amor de criança e a sua paixão de adolescente. Seu corpo e mente se tornaram adultos, mas o seu coração continuava jovem demais para aceitar o mundo da forma que as outras pessoas acreditavam, suas conversas e fé em Quione permaneciam e ele desejava que ao menos no seu último dia de vida ele tivesse um vislumbre da realidade... Então, já adulto, algo ascendia dentro dele, ele vivia inquieto e à procura de algum destino de viagem divertido e interessante para ele. Uma repentina vontade de viajar para Quebec inquietou a sua mente até que ele resolveu ceder à curiosidade. Quando chegou lá, os primeiros dias foram até que excitantes, conheceu um lugar novo, entrou em contato com as diferenças linguísticas e sotaques entre o seu inglês britânico, e a mistura de inglês e francês local. Mas logo ficou entediado, já não tinha ideia do que fazer, nem havia descoberto o porquê daquela viagem.

Um belo dia de neve nasceu, ele sentiu as suas esperanças e vontades renovadas, procurou ir à lugares que ainda não tinha ido, ignorou até mesmo os relatórios de desempenho da sua empresa e os interesses familiares dos seus pais para focar na sua busca ao desconhecido, sem esquecer de Quione sequer um dia. Richard sentiu uma sensação muito estranha enquanto caminhava por uma floresta banhada pela neve. Demorou alguns minutos para que ele voltasse a se familiarizar com todo aquele sentimento e perceber que estava sentindo a mesma coisa quando descobriu o seu amor pela neve. E num breve instante um calafrio pousou no seu coração, ele sentiu a paixão que havia descoberto na sua adolescência, paralisado ele tentava recobrar a sua consciência e entender todo aquele momento. Até que alguém chegou ao lado dele trazendo uma brisa congelante mas acolhedora, o seu reflexo corporal o fez olhar instintivamente para a direção daquela pessoa e o que ele sentiu quase o fez "tombar para trás". Uma moça com a mesma idade aparente dele, a mesma que ele sempre sonhou, naquele instante ele parecia mudo. Ela sorriu e falou coisas confortantes, aquele dia foi muito especial, Richard viu o seu sonho se tornar realidade. Quione o julgou digno devido a sua dedicação e pureza para com sua crença. E deste acontecimento inesperado, Lighthouse Saint foi gerado.


Off: História em continuação.</div></div>

<br /><div style="width:96%; height:auto; text-align:justify; padding:8px; border: solid 2px #CD0000; border-radius:10px;">
<span style="color:#900;">Treinos:</span>
<div style="width: 99%; height: 120px; border:1px solid #CD0000; padding:4px; overflow:auto;">
<b>Treino #1: </b><a href="link aqui">título do treino aqui</a>
<b>Treino #2: </b><a href="link aqui">título do treino aqui</a>
<b>Treino #3: </b><a href="link aqui">título do treino aqui</a>
<b>Treino #4: </b><a href="link aqui">título do treino aqui</a>
<b>Treino #5: </b><a href="link aqui">título do treino aqui</a>
<b>Treino #6: </b><a href="link aqui">título do treino aqui</a>
<b>Treino #7: </b><a href="link aqui">título do treino aqui</a>
<b>Treino #8: </b><a href="link aqui">título do treino aqui</a>
<b>Treino #9: </b><a href="link aqui">título do treino aqui</a>
<b>Treino #10: </b><a href="link aqui">título do treino aqui</a>
</div>
<span style="color:#900;">Missões:</span>
<div style="width: 99%; height: 120px; border:1px solid #CD0000; padding:4px; overflow:auto;">
<b>Missão #1: </b><a href="link aqui">título da Missão aqui</a>
<b>Missão #2: </b><a href="link aqui">título da Missão aqui</a>
<b>Missão #3: </b><a href="link aqui">título da Missão aqui</a>
<b>Missão #4: </b><a href="link aqui">título da Missão aqui</a>
<b>Missão #5: </b><a href="link aqui">título da Missão aqui</a>
<b>Missão #6: </b><a href="link aqui">título da Missão aqui</a>
<b>Missão #7: </b><a href="link aqui">título da Missão aqui</a>
<b>Missão #8: </b><a href="link aqui">título da Missão aqui</a>
<b>Missão #9: </b><a href="link aqui">título da Missão aqui</a>
<b>Missão #10: </b><a href="link aqui">título da Missão aqui</a>
</div>
<span style="color:#900;">Eventos:</span>
<div style="width: 99%; height: 120px; border:1px solid #CD0000; padding:4px; overflow:auto;">
<b>Evento #1: </b><a href="link aqui">título do Evento aqui</a>
<b>Evento #2: </b><a href="link aqui">título do Evento aqui</a>
<b>Evento #3: </b><a href="link aqui">título do Evento aqui</a>
<b>Evento #4: </b><a href="link aqui">título do Evento aqui</a>
<b>Evento #5: </b><a href="link aqui">título do Evento aqui</a>
<b>Evento #6: </b><a href="link aqui">título do Evento aqui</a>
<b>Evento #7: </b><a href="link aqui">título do Evento aqui</a>
<b>Evento #8: </b><a href="link aqui">título do Evento aqui</a>
<b>Evento #9: </b><a href="link aqui">título do Evento aqui</a>
<b>Evento #10: </b><a href="link aqui">título do Evento aqui</a>
</div></div>

<br /><div style="width:96%; height:auto; text-align:justify; padding:8px; border: solid 2px #CD0000; border-radius:10px;">
<span style="color:#900;">Bênçãos:</span>
<div style="width: 99%; height: 120px; border:1px solid #CD0000; padding:4px; overflow:auto;">Descreva aqui suas bênçãos</div>
<span style="color:#900;">Maldições:</span>
<div style="width: 99%; height: 120px; border:1px solid #CD0000; padding:4px; overflow:auto;">Descreva aqui suas maldições</div>
<span style="color:#900;">Arsenal:</span>
<div style="width: 99%; height: 120px; border:1px solid #CD0000; padding:4px; overflow:auto;">[url=http://i.imgur.com/lhGVk1W.png?1]Icez[/url] - É um anel composto por bronze celestial que possui uma esfera azul cintilante posicionada num círculo no centro do anel. Desenhos escuros de setas partem do círculo até certa parte do anel, com simbolismo apenas estético. O anel é utilizado no dedo anelar esquerdo do seu usuário, pois, no momento do seu primeiro uso ele se moldou ao dedo do usuário e se fixou. Este anel tem a capacidade de liberar o poder sagrado do filho de Quione formando uma parede de 2,10m de altura e 80cm de largura, composta por gelo. Esta parede é uma espécie de escudo que flutua a poucos centímetros do chão, possibilitando maior mobilidade do usuário para se proteger (podendo direcionar a parede para outras direções e sentidos). Suporta ataques de nível equivalente ou inferior ao do usuário deste anel. [3 vezes por evento • Permanece enquanto não for destruído] [Classe Livre - Filho de Quione]</div></div>

<div style="width:100%; height:30px; border-bottom: 1px solid #CC0000; background-color: #CC0000;"><div style="font-family: ; font-size: 18px; color: #FFF; text-align:center; padding: 3px;;">©PJGR - Percy Jackson Gregos e Romanos</div></div></div></center>
avatar
Ártemis
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 466
Data de inscrição : 10/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum