[FP] Lena K. Carpenter

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] Lena K. Carpenter

Mensagem por Lena K. Carpenter em Seg Jul 20, 2015 4:07 am

Ficha de Personagem


Nome:
Lena Karma Carpenter
Progenitor Divino:
Atena
Progenitor Mortal:
Desconhecido
Local de Nascimento:
New York City - USA
Idade:
18 anos
Signo:
Capricórnio






Características Físicas:
Esta vendo essa garota aí da foto usando um vestido preto, passeando em seu castelo?! Bem essa sou eu, não exatamente, pois ainda não tenho aspecto de realeza, mas continuo sendo a mesma garota de olhos azuis expressivos, cabelos ondulados e loiros, pouca estatura assim como busto... A diferença é que nesse momento uso roupas diferentes, que é... Digamos que peguei emprestado em uma dessas lojas de shopping, sabe.

Características Psicológicas:
Segundo psicólogos a mente só atinge sua maturidade aos dezoito anos, até então é comum mudanças de habito e humor, porem meu bem, se você quer entender meus problemas patológicos fico feliz em responder, depois de uma bateria de exames fui diagnosticada como cleptomaníaca. Apresento hiperatividade e traços de esquizofrenia... Ah claro tenho uma petit psicose, nada que seja preocupante exceto que você seja alguma das minhas vítimas. Além disso, men are suckers! Desde que cheguei nesse acampamento me pergunto para onde foram parar as meninas da tal ilha de Lesbos. O mais importante nessa lista é que amo música, embora eu não saiba tocar instrumento algum, adoro cantar, principalmente para relaxar e espairecer.

Habilidades:
Perita em fugas e arrombamentos, raciocínio logico, assassina amadora.





História:
Pois bem, vou contar um pouco do meu conto de fadas, tudo começou em uma noite ordinária qualquer, sem menor importância, uma linda garotinha foi deixada em uma cestinha de madeira às portas de um orfanato. Que meigo, só que não. O orfanato era uma espelunca, paredes descascadas revelando as instalações hidráulicas, escadas caindo aos pedaços, chãos rachados com cerâmica sobressalente... "Nossa Lena como você é fútil, afinal um lar é um lar", meus caros se vocês fossem forçados a fazer trabalho domestico desde que aprendeu a andar, não encarariam aquele lugar como um lar, acho que as minhas primeiras palavras foram - Passa o balde Patrice! -ou melhor - Limpa a droga do sanitário direito, Patrice! Ah, Patrice era uma coleguinha minha do orfanato que cravei uma faca em sua mão por tentar roubar minha almôndega, era também era minha dupla de limpeza até ser adotada pelos Caramelos, família que não me quis por que explodi a cozinha, uma explosãozinha de nada, eles deveriam me agradecer por ter conseguido destruir aquele gigante/carteiro. Adoções uma parte muito complicada em minha vida, não que as outras não foram, enfim, foi através das tentativas de adoção que me diagnosticaram como esquizofrênica e começaram os exames. Acontece que durante minhas experiências com outras famílias ocorreram uma série de desventuras, como quando esfaqueei o cachorro da vizinha e para minha defesa o bicho tinha uma calda de serpente cabeça de bode e mais uma cacetada de animais misturados, sim eu sei que é mais fácil falar quimera, mas gosto de testar a mente de vocês leitores, enfim houve vários outros incidentes como a do carteiro que já mencionei e no final das contas sempre voltava ao maldito orfanato. Afinal como eu saí de lá, vocês devem estar se perguntando, se eu fugi, eu era tão tola naquela época que isso nem passou por minha mente. Na verdade o orfanato passou por uma época pior ele precisava de reformas ou seria demolido e como ali também era a casa da governanta, teve que ser realizado o crime mais hediondo de todos. A proposta era a governanta vender uma de suas "pimpolhas" a um grupo de empresários que administravam um bordel de luxo, louco não?! Quem seria o felizardo, ou melhor, a felizarda? Isso mesmo eu! Então conheci o pai, melhor dizendo chefe, que cuidaria de mim por dois longos anos, dos 12 aos 14.

... *olhos úmidos, olhar distante, sensação de angustia e ódio*... Prometi a mim mesma que não choraria mais ao contar essa história e eu cumpro minhas promessas pessoais! *enxuga as poucas lágrimas*...

Ser violada sexualmente por alguém é uma tortura que não desejo ao meu pior inimigo. Sentir nojo de si mesma ao olhar no espelho, você foi registrada por alguém que sente malícia ao te tocar, passei três meses sem sequer olhar meu reflexo, eu era uma qualquer fui abusada, uma mera prostituta, o que mais me dói é saber que aquele que a vida pôs para cuidar de mim, assassinou minha alma e pureza. Mas tudo bem o destino está ai para retribuir favores mundanos e como ele estava a tardar dei uma mãozinha, uma k 47 em uma penteadeira de mogno maciço, luvas nas mãos, 9 tiros, 4 só para curtir assim como ele me curtiu, nunca senti tanto prazer, quanto naquele dia, foi a primeira vez que esbocei meu sorriso sádico, que se formaria em várias outras ocasiões... Mochila nas costas para ganhar o mundo, foi assim que começou o esconde-esconde.
Encruzilhada na Washington Bridge, captura. Placar: Tiras um Lena zero, interrogatório, teste psicológico, diagnóstico: Le petit  psychose. Rebelião casa de repouso 2011 placar: Tiras 1 Lena 1, fuga eximia interceptada no porto vítimas 3, claro que havia um belo par de sapatos em jogo, já mencionei que sou cleptomaníaca?! Placar: Tiras 2 Lena 1 Incêndio na Prisão de delinquentes juvenis, bônus por capturar arma de fogo, placar: Tiras 2 Lena 3 Captura na fronteira mexicana, prisão no sanatório de segurança máxima, placar: Tiras 3 Lena 3. Fuga de 2015, plano arquitetado e executado com eximia perfeição, rebelião + nove mortes + fuga + carro roubado, bônus múltiplos. Placar Final: Tiras 3 Lena 7. É acho que essa tal Lena ganhou a disputa e com isso finalizo a história, não preciso entrar em detalhes não sou obrigada e se não gostar o problema é seu meu caro leitor.

XOXO




Treinos:

Missões:

Eventos:




Bênçãos:
Descreva aqui suas bênçãos

Maldições:
Descreva aqui suas maldições

Arsenal:
• Espada de Bronze [Inicial]

• Escudo de Bronze [Inicial]

• Armadura de Couro [Inicial]

• Elmo de bronze [Inicial]

Belle Imperatrix - Um anel de bronze celestial, sendo sua coloração de um branco lustroso, possui uma pedra parecida com ametista. Sua habilidade é fazer com que a mente mantenha o foco naquilo desejado pelo portador da arma, ativada ao cerrar do punho da mão direita. Entretanto ela pode ser usada para comandar (ou focar) a mente de outro, se este for tocado pela ponta do dedo que abriga o anel, assim o ser fica focado na vontade do portador do anel. Toda vez que a habilidade é ativada a pedra, incrustada no anel, muda de cor. [Classe Livre - Filha de Atena]


©PJGR - Percy Jackson Gregos e Romanos
avatar
Lena K. Carpenter
Filhos de Atena
Filhos de Atena

Mensagens : 12
Data de inscrição : 18/07/2015
Idade : 20

Ficha de Personagem
Nível: 3
Vida (HP):
120/120  (120/120)
Energia (MP):
100/120  (100/120)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum